O saci

Autor: Monteiro Lobato

Ilustrador: Paulo Borges

Editora: Globo

Ano: 2007

Resenha:

Monteiro Lobato trafegou por muitas áreas em sua vida, mas em todas sobressaía o seu amor pela pátria: a preocupação em transformar o setor editorial do país, em diminuir a distância entre leitores e obras, o projeto gráfico de seus livros, a divulgação de novos talentos literários, o olhar para questões sociais, políticas. E, como não poderia deixar de ser, sua obra infantil traz personagens integrados à cultura e à brasilidade típica de nosso povo.

O saci foi escrito após o autor fazer uma pesquisa com os leitores de O Estado de São Paulo. A partir disso, ele cria seu primeiro livro infantil, em que divulga o nosso folclore.

Pedrinho após ouvir de Tio Barnabé, figura do contador de histórias popular, sobre a lenda do saci, aventura-se a tentar apanhar o travesso. Quando consegue, passa com ele uma noite pela mata, onde entra em contato com a diversidade do universo maravilhoso das lendas brasileiras.

Um livro imperdível para que crianças e pais retomem a beleza da nossa identidade.

Trecho do livro:

“O negro deu uma risada gostosa e, depois de encher de fumo picado o velho pito, começou a falar:
– Pois, seu Pedrinho, saci é uma coisa que eu juro que exéste. Gente da cidade não acredita – mas exéste. A primeira vez que vi saci eu tinha assim a sua idade. Isso foi no tempo da escravidão, na fazenda do Passo Fundo, do defunto major Teotônio, pai desse coronel Teodorico, compadre de sua avó dona Benta. Foi lá que vi o primeiro saci. Depois disso, quantos e quantos!… – Conte, então, direitinho, o que é saci. Bem tia Nastácia me disse que o senhor sabia, que o senhor sabe tudo… – Como não hei de saber tudo, menino, se já tenho mais de oitenta anos? Quem muito véve muito sabe…” (p. 24)

Para quem?

aut acomp

 

 

 

 

Para quê?

viajar rir



Participe da conversa!